Notícia: Ato contra Copa tem fogo em carro, agências quebradas e prisões em SP

Ato contra Copa tem fogo em carro, agências quebradas e prisões em SP



O ato realizado neste sábado (25) em São Paulo contra a Copa do Mundo terminou em vandalismo no Centro de São Paulo. A manifestação começou pacífica na Avenida Paulista e chegou a reunir 2,5 mil pessoas, segundo a Polícia Militar (PM). Entretanto, quando o grupo chegou ao centro, manifestantes mascarados destruíram vidraças de agências bancárias, concessionárias e carros.

Manifestações semelhantes foram convocadas em outras cidades do país.

Foi no Centro, nas imediações da Rua Barão de Itapetininga, que foram ouvidas as primeiras explosões, cuja origem não foi identificada. Pouco depois, um grupo de mascarados, que estava na região da Praça Roosevelt depredou uma agência do banco Itaú e depredou uma viatura da Guarda Civil Metropolitana.

Na sequência, foram registrados atos de vandalismo na região da Rua Augusta. Vidros de uma agência do Santander, de uma concessionária e de um prédio foram quebrados. A Polícia Militar informou que 128 pessoas foram presas durante o protesto.

Fonte: G1
Foto: Gabriela Biló/Futura Press/ Estadão Conteúdo
Página anterior Próxima página