Notícia: Barco chega a área onde objetos que podem ser de avião foram detectados

Barco chega a área onde objetos que podem ser de avião foram detectados

Imagens de satélite divulgadas pelo governo australiano mostram objetos achados no oceano que poderiam ser os destroços do voo MH370 da Malaysian Airlines, desaparecido desde 8 de março - Foto: Australian Government's Department of Defence via the Australian Maritime Safety Authority/AFP

Um barco norueguês, o "St Petersburgo", chegou nesta quinta-feira à região do Oceano Índico onde foram detectados objetos que poderiam pertencer ao desaparecido Boeing 777 da Malaysia Airlines, anunciou o armador Hegh Autoliners.

"O barco chegou ao local para participar na busca", declarou à AFP Cecilie Moe, porta-voz da empresa norueguesa.

Segundo outro porta-voz da empresa, Chreistian Dall, a margem de busca nesta quinta-feira, no entanto, é reduzida. "Nesta região, o sol se põe dentro de uma hora mais ou menos", afirmou às 11h GMT (8h de Brasília).

O St Petersburgo, barco de transporte de veículos que seguia para Melbourne, foi desviado a pedido das autoridades australianas para tentar identificar os objetos no mar detectados por satélite no sul do Oceano Índico.

Os satélites mostraram imagens de dois objetos, um deles com 24 metros de comprimento, que podem estar relacionados ao voo MH370 da Malaysia Airlines, que desapareceu há 12 dias com 239 pessoas a bordo.

O anúncio da descoberta foi feito nesta quinta pelo primeiro-ministro australiano, Tony Abbot. Um avião Orion foi enviado ao local para examinar tais objetos - que seriam partes da fuselagem - e outros três aparelhos de vigilância e dois navios seguem para a zona.

Fonte: G1
Página anterior Próxima página