Notícia: EUA fazem ataque aéreo contra militantes islamitas no Iraque

EUA fazem ataque aéreo contra militantes islamitas no Iraque



As Forças Armadas dos Estados Unidos realizaram nesta sexta-feira (8) um ataque aéreo contra posições do Estado Islâmico (EI) no Iraque, anunciou um porta-voz do Pentágono.

O bombardeio foi autorizado nesta quinta-feira (7) pelo presidente Barack Obama para defender as minorias que estão sendo massacradas pelos jihadistas no país.

Dois anos e meio depois da retirada americana, os jihadistas do EI conseguiram se apoderar de uma parte do noroeste do país, na fronteira com a Síria.

“Aviões militares dos EUA lançaram ataques contra a artilharia do Estado Islâmico. A artilharia foi usada contra as forças curdas que defendem Erbil, perto das equipes americanas”, disse no Twitter o porta-voz do Pentágono, o almirante John Kirby.
Duas aeronaves F/A-18 lançaram bombas guiadas por laser contra uma artilharia móvel dos jihadistas perto de Erbil, segundo Kirby. Ele afirmou que os rebeldes islamitas têm utilizado esta artilharia para bombardear as forças curdas que estão defendendo Erbil, onde tropas americanas estão localizadas.

“A decisão sobre este ataque foi feita pelo comandante do Centro de Comando dos EUA, sob a autorização dada a ele pelo comandante em chefe [o presidente Obama]”, disse o porta-voz.

Após a ação americana contra as posições jihadistas, o chefe de equipe do exército iraquiano disse esperar que as tropas federais e as forças curdas peshmergas recuperem grandes extensões de terra.

"Haverá grandes mudanças em terra nas próximas horas", declarou o tenente-general Babaker Zebari à AFP.
Na noite de quinta, quando as forças curdas haviam se retirado, os jihadistas tomaram posições em Qaraqosh, situada entre Mossul, a segunda cidade do país e em poder do Estado Islâmico, e Erbil.

Relutante em enviar tropas norte-americanos para Oriente Médio novamente após custosas guerras no Iraque e Afeganistão, Obama disse ter aprovado um limitado uso do poderio aéreo para proteger pessoal dos EUA caso os militantes do Estado Islâmico continuem a se aproximar de Erbil.

Em um pronunciamento na TV, Obama disse que os primeiros aviões de transporte dos EUA tinham lançado água e comida a membros da minoria étnico-religiosa yazidi, refugiada em uma área montanhosa após islamitas invadirem a cidade de Sinjar.
Também nesta sexta, os EUA começaram a lançar suprimentos de ajuda humanitária por via aérea para membros da minoria yazidi em fuga da perseguição de militantes islamitas no Iraque.

Fonte: G1
Foto: US NAVY / Lorelei Vander Griend / AFP
Página anterior Próxima página