Notícia: Criança nasce em corredor e cai no chão de hospital na Zona Norte de SP

Criança nasce em corredor e cai no chão de hospital na Zona Norte de SP


Pais reclamam que, por causa na demora no atendimento, uma mulher teve o filho no corredor do Hospital Maternidade Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Norte de São Paulo, no domingo (5). Sem amparo, o bebê caiu no chão, como mostrou o Bom Dia São Paulo nesta segunda-feira (13). A Secretaria Municipal da Saúde disse a criança nasceu enquanto a mãe era levada para a sala de parto.

A auxiliar administrativo Cibele Pires Costa, que estava na terceira gravidez, acordou com dores e procurou atendimento médico, porque sentiu que o parto estava próximo. “Uma moça me chamou para o atendimento, eu já fui caminhando com dor e eu não conseguia nem andar direito. Na verdade, eu ia bem abaixada por conta das dores”, contou.

Cibele conta que um enfermeiro tentou encaminhá-la para a sala de parto, mas outra enfermeira disse que a prioridade era de outra mulher que havia chegado primeiro. “Eu senti uma dor muito forte e ele já nasceu. Ninguém segurou ele. Ele caiu no chão”, relatou a mãe. Vicente nasceu com 2,7 kg e 46 centímetros.

A criança nasceu saudável, passou por exames de rotina e por precaução ficou internada 24 horas na unidade neonatal. Cibele e o filho, Vicente, ficaram três dias internados. Em casa, a família ainda tenta se recuperar do susto. “Querendo ou não, foi um descuido, um descaso. Eu nunca sonhei em passar por isso”, disse a mãe.

A Secretaria Municipal da Saúde disse que durante o atendimento de Cibele foi constatado que ela tinha começado o trabalho de parto e, quando ela estava sendo levada para a sala de parto, deu à luz no corredor.
A secretaria disse ainda que a paciente estava acompanhada por uma auxiliar de enfermagem e uma médica. Depois do nascimento, ela e o bebê foram imediatamente levados para a sala de parto.

O casal foi a uma delegacia e fez um boletim de ocorrência. O caso registrado como lesão corporal culposa. O advogado da família deve entrar com uma ação contra o hospital para pedir indenização e a punição dos responsáveis.

Fonte: G1
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página