Notícia: Jovem de 17 anos lidera protestos em Hong Kong

Jovem de 17 anos lidera protestos em Hong Kong



Ele vem sendo chamado de "extremista" e de "fanfarrão" por muitos chineses. Mas Joshua Wong, um estudante de 17 anos, parece não se importar. Ele está mais interessado em tentar liderar uma revolução social em seu país.
Joshua vive em Hong Kong, uma ex-colônia britânica que foi devolvida à China em 1997 e hoje é uma região autônoma com alguns direitos, como liberdade de expressão e eleições locais.

Mas críticos dizem que o governo chinês está tentando minar algumas das autonomias obtidas quando o poder foi transferido – e muitos, como Joshua, vêm protestando contra isso.
"O povo não devia ter medo do governo", diz o jovem, citando o filme V de Vingança (2005). "O governo é que deve ter medo do povo."

Seu ativismo político, no entanto, teve início bem antes da atual onda de protestos.
Com apenas 15 anos, ele e alguns amigos criaram um grupo, chamado Scholarism, para, segundo ele, dar aos estudantes uma voz política.

Em uma entrevista recente a um jornal local, ele explicou melhor sobre essa iniciativa. "Apesar de os estudantes serem menores de idade, ainda não terem uma profissão nem um status social, eles têm, sim, um papel para influenciar nas políticas do governo."

E suas ações já tiveram um impacto na política de Hong Kong.
Em 2012, seu grupo liderou um protesto de 120 mil estudantes que ocupou a sede do governo, ajudando a derrubar um programa nacional de educação que era visto como pró-China.

Fonte: G1
Foto: Getty
Página anterior Próxima página