Notícia: PM assume ocupação de favelas da Maré, Rio, a partir desta terça-feira

PM assume ocupação de favelas da Maré, Rio, a partir desta terça-feira



A Polícia Militar do Rio ocupa às 11h desta terça-feira (30) o Conjunto de Favelas da Maré, na Zona Norte do Rio. Os policiais militares vão substituir a tropa da Força de Pacificação, que durante um ano e três meses esteve nas 15 favelas onde vivem cerca de 140 mil pessoas. A passagem de comando está marcada para a manhã desta terça com a presença do comandante da 1ª Região Militar, general Carlos Alberto Neiva Barcellos.

Balanço da ocupação do período divulgado pela Força de Pacificação nesta segunda-feira (29) mostra que durante o período que esteve no conjunto de favelas, as tropas realizaram 83 mil ações, 674 prisões e 255 apreensões de menores. Foram feitas ainda 1.356 apreensões de armas, drogas, munições, veículos e motos.

Nove pessoas morreram neste período, entre elas o sargento Michel Augusto Mikami, 21 anos, atingido por um tiro na cabeça por um traficante, em novembro do ano passado. O militar era de Vinhedo, no interior de São Paulo. Foi a primeira morte de um militar das Forças Armadas desde o início do processo de pacificação, há sete anos. Segundo o comando, 27 militares ficaram feridos em operações nas favelas do complexo.

Na manhã desta terça-feira (30), fogos de artifício foram disparados no interior da comunidade. Equipes da Polícia Militar foram para a região fiscalizar o que estava acontecendo.

Fonte: G1
Foto: Reprodução TV Globo
Página anterior Próxima página