Notícia: Número de atingidos pela chuva no PR passa de 9 mil, aponta boletim

Número de atingidos pela chuva no PR passa de 9 mil, aponta boletim



O número de pessoas afetadas pela chuva que atingiu o Paraná entre sábado (9) e terça-feira (12) aumentou para 9.168, segundo um boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual às 8h30 desta quarta-feira (13). Desse total, 6,4 mil são moradores de Jataizinho – no norte – cidade com maior número de prejuízos.

A maior parte das ocorrências, ainda conforme a Defesa Civil, foi causada por enxurradas e alagamentos. Quatro pessoas ficaram feridas e uma pessoa está desaparecida.

Ao todo, 30 municípios foram atingidos e 1.016 pessoas estão desalojadas. Dessas, 110 estão desabrigadas. A vítima que está desaparecida é o motorista de uma empresa de couro de Rolândia, também na região norte. Ele tem 32 anos e sumiu depois de ser levado por uma enxurrada enquanto dirigia um ônibus.

De acordo com a Prefeitura de Rolândia, várias casas tiveram "grandes e graves" rachaduras, ficaram alagadas, muros caíram e vias rurais ficaram completamente destruídas.

Em Londrina, cidade vizinha, a prefeitura decretou situação de emergência por causa dos estragos. De acordo com a prefeitura, a coleta de lixo em toda a cidade foi suspensa, pois a Central de Tratamento de Resíduos está ilhada.

Uma ponte que dá acesso ao local está embaixo de água. O transporte coletivo que atende os distritos Maravilha, São Luis, Paiquerê, Irerê, Espirito Santo, Guaravera e Lerroville foi suspenso por tempo indeterminado.

Na região norte, nove cidades ainda estão com problemas de abastecimento de água. Rolândia, Arapongas e Tomazina todos os moradores estão sem água e não há previsão de normalização do sistema. Em Londrina e Apucarana, o sistema está operando com 30% da capacidade. Em Maringá, 350 mil moradores estão sem água.

Em Siqueira Campos, Marilândia do Sul, Jandaia do Sul e Novo Itacolomi o abastecimento deve normalizar em breve.

Na região dos Campos Gerais do Paraná, a cidade mais prejudicada pela chuva foi Piraí do Sul. No domingo (10), o Rio Piraizinho transbordou e várias ruas dos bairros Vila Benevenuto Dal Col, Vila Itiberê João Barro, Centro e CTG ficaram alagadas.

Mais de 100 pessoas precisaram deixar suas casas. Os moradores que não puderam ser abrigados por parentes foram levados para o Pavilhão Cultural Gabriel Cury. Entretanto, de acordo com a Defesa Civil do município, as famílias têm voltado para as residências conforme as regiões vão secando.
Em Jaguariaíva, na mesma região, a enxurrada danificou três casas; uma delas, de madeira, foi levada pela água. Cinco pessoas seguem desalojadas nesta quarta-feira. Ainda nos Campos Gerais, Ponta Grossa e Reserva registraram estragos.

Na primeira cidade, houve mais deslizamentos. Ao todo, 19 pessoas foram prejudicadas. Já em Reserva, um lago no Centro da cidade transbordou. Sete casas foram danificadas e 16 pessoas, atingidas.

Estradas
A chuva também causou estragos em diversos trechos de rodovias federais e estaduais. Por causa disso, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), determinou a estruturação de uma ação emergencial para recuperar os prejuízos.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), o prejuízo já passa de R$ 50 milhões em 22 pontos de rodovias estaduais. Além disso, há outros dez pontos problemáticos em rodovias federais concessionadas.

Como, segundo o governo, a previsão dos próximos dias é que a chuva continue, os prejuízos podem ser ainda maiores. E, conforme o diretor-geral do DER, Nelson Leal Junior, a prioridade neste momento é para a recuperação das rodovias bloqueadas onde o tráfego de veículos é maior. Trechos com maiores danos terão contratos emergenciais.

Fonte: G1
Foto: Fernanda Skraba / VC no G1
Página anterior Próxima página