Notícia: Líderes discutem com Berzoini nesta terça ações para conter impeachment

Líderes discutem com Berzoini nesta terça ações para conter impeachment



O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), afirmou que na reunião de líderes da base com o ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, nesta terça-feira (15), serão discutidas as ações necessárias para conter o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Está marcada para esta quarta (16) sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) destinada a julgar recurso movido pela Câmara dos Deputados contra decisão tomada pela corte no ano passado sobre o rito de impeachment.

Além disso, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já avisou que pretende colocar para votação nesta quinta (17) a eleição da comissão especial destinada a analisar o afastamento de Dilma.

“É uma reunião que considero bastante estratégica em razão da semana que teremos. É uma avaliação da conjuntura política como um todo, mas discutiremos, com certeza, o rito de impeachment. Precisamos acabar com essa agenda. Vamos discutir as ações para derrubar o impeachment de uma vez”, declarou Guimarães ao G1.

As reuniões de líderes dos partidos que compõem a base aliada no Congresso Nacional ocorrem semanalmente com Ricardo Berzoini. Responsável pela interlocução do Planalto com o Legislativo, o ministro recebe às segundas-feiras os líderes da base no Senado e às terças, na Câmara.

Segundo Guimarães, a reunião desta terça servirá também para que os líderes discutam com o chefe da Secretaria de Governo medidas econômicas para que o país retome o crescimento e supere o atual cenário de crise.

Entre as medidas defendidas pelo Planalto para a recuperação das contas públicas estão a reforma da Previdência Social (que tem rombo estimado em mais de R$ 120 bilhões neste ano) e a recriação da CPMF como nova fonte de financiamento da Previdência.

“A hora é de encontrar as medidas para o país recuperar a economia. Vamos discutir as saídas para o país superar, e logo, esse momento de dificuldade”, disse o líder do governo.

Fonte: G1
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página