Notícia: Publicada exoneração de assessor de Teori que assinou apoio a Lula

Publicada exoneração de assessor de Teori que assinou apoio a Lula



Foi publicada no "Diário Oficial da União" desta terça-feira (9) a exoneração de Manoel Volkmer de Castilho, assessor técnico do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). Volkmer já havia pedido demissão, depois de ter assinado uma petição de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Castilho, que é marido da vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, assinou o abaixo-assinado que diz que Lula sofre "ataques preconceituosos e discriminatórios". No documento, juristas defendem o direito de o petista recorrer ao Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) contra a atuação do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância.

A defesa de Lula protocolou uma petição no comitê da ONU na qual denunciou uma suposta "falta de imparcialidade" e "abuso de poder" de Moro e dos procuradores da República que atuam na Operação Lava Jato.

No Supremo, o ex-presidente é alvo de um pedido da Procuradoria Geral da República para ser incluído no principal inquérito da Lava Jato, o que apura se existiu uma quadrilha para fraudar a Petrobras.

Em entrevista concedida na semana passada, Teori Zavascki elogiou o assessor que pediu demissão. Segundo o magistrado, Castilho é uma "excelente profissional", mas, para evitar "constrangimento", o assessor pediu exoneração. Na avaliação do ministro, a permanência do funcionário em seu gabinete poderia gerar "leituras incompatíveis".

Fonte: G1
Foto: A/D
Página anterior Próxima página